thread da Bowe

1 ano de Lenovo + Bowe: match perfeito?

Recentemente fizemos aniversário de 1 ano de parceria entre Lenovo e Bowe. Reflito muito sobre porquê essa parceria parece ser um match perfeito.

Uma multinacional que fecha um contrato de alguns dígitos com uma empresa, até alí com 20 pessoas, nascida há pouco mais de 2 anos no interior de MG, eu considero que é consequência de um time de marketing interno com muita visão.

Eu admiro muito essa empresa e os profissionais envolvidos, por esse e outros motivos e, sinceramente, acredito que acertaram na decisão.

Na época, confesso que nem eu sabia muito bem os motivos claros que os fizeram nos escolher, ao lado de fortes concorrentes, inclusive alguns ligados a grupos globais de comunicação. Mas hoje temos mais clareza sobre isso.

No DNA da Bowe, desde sempre trabalhamos com mais pragmatismo, com olhar intensivo para indicadores e zero achismos, buzz words e blá blá blá.

Além disso, claro, a gente é ágil pra caramba e especializados em B2B. Precisa explicar o impacto disso?

Nesses 12 meses entregamos mais que leads qualificados, traqueamento do lead e a capacidade de apontar o exato volume de venda originado pelas nossas estratégias. O que considero de maior valor, na verdade: nós elevamos, com agilidade e resultados práticos, o nível maturidade em marketing e vendas.

Porque gerar lead qualificado pro time de vendas já está no campo do básico há algum tempo. 

O desafio maior está em unir tudo isso a uma visão de longo prazo e sustentável, não deixar de pensar em valor de marca quando falamos de mídia e geração de leads. Buscar relevância e resultados orgânicos, sempre na busca de desenvolver as marcas para que sejam autoridades no mercado que atuam.

E não dá pra ter esse nível de conversa com qualquer empresa, certo? Por isso, estamos buscando exatamente aquelas empresas que vão se destacar no nosso pipeline não pelo tamanho dela, mas sim pela forma que ela enxerga prioridades na geração e conversão de demanda e qual a expectativa dela sobre indicadores a curto e a longo prazo.



Autor

Kelmer Teixeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *