Blog Bowe Blog Bowe
falabower
thread da Bowe

A história criativa por trás do Scrapbook da Carolzinha #FalaBower

A Bowe é feita de pessoas. Pessoas que transformam experiências em histórias inspiradoras. Foi assim com a Carol, que começou como estagiária de Marketing e hoje faz parte do time de Planejamento Estratégico da Bowe.

#FalaBower
#FalaBower

Confira no texto como surgiu o “Scrapbook mais famoso da Bowe” e quais ideias e referências ela teve para contar sua jornada com a gente.

Scrapbook: como surgiu a ideia?

Tudo começou quando a Bowe presenteou os colaboradores com um caderno de anotações para celebrar o novo posicionamento da marca, o “Welcome New Bowe”. Alguns anotavam compromissos, ideias ou simplesmente rabiscos e protótipos de novos produtos.

A Carol, que tem um perfil “estratégico-artístico”, começou a guardar todas as mensagens que ela recebia da Bowe. Impressos de aniversário, datas comemorativas e informativos e deu um novo formato para que sua liberdade criativa entrasse em ação.

A arte sempre fez parte da rotina de Carol na Bowe, tanto que, em 6 meses de Bowe, havia transformado seus pensamentos em uma poesia para compartilhar com outras pessoas do time. Então, começou o processo de dar vida para o bloco de anotações e utilizar o caderno para criar um livro de memórias. 

Dando vida ao caderno de anotações

Os dias foram passando e mais histórias sendo colocadas para registro no papel. A evolução constante que define a Bowe gerou uma série de lembranças que foram se eternizando. 

Nele, é possível conferir fotos de momentos, como: Happy Hour #GirlsBower, “Skincare and Drinks”, fotos com os colegas na sede da empresa e muito mais. Na viagem pelas páginas, é impossível não sentir saudades das comemorações entre amigos antes da Covid-19.

“São muitas histórias boas, mas principalmente para mim foi um momento de muito florescimento pessoal, eu estava de certa forma ansiando por uma vaga na minha área, e ter isso aqui foi intenso para mim. Principalmente porque minha maior motivação é conquistar as coisas que eu sonho e me tornar aquilo que acredito ser, e acredito que com determinação, paciência e disciplina sou capaz de conquistar.”

#FalaBower

Memórias e Arte

Para ir além e montar algo mais criativo que um álbum de fotos comum, ela utilizou da arte para se expressar. Com Tinta Nanquim, uma tinta utilizada em documentos antigos, de cerca de 2 mil a. C., ela deu vida aos seus sentimentos.

Durante o processo, ela criou uma sequência de momentos vividos no último ano como Bower. Após selecionar quais lembranças iriam para o Scrapbook, ela utilizou técnicas de Bullet Journal para decorar e personalizar o caderno, deixando o material ainda mais criativo e personalizado.

No caderno da Carol, as duas folhas conversam entre si, onde o lado esquerdo faz conexão com o direito. Segundo ela, todo material foi feito com o pensamento central de: “Mostrar a  Caroline Cardoso como pessoa e, também, como profissional”. Todos detalhes foram pensados em um contexto onde a recordação e a arte representam os fatos e sentimentos dos dias que foram vividos na Bowe.” 

Música e Transformação

Música e transformação deram ritmo ao que está estampado em cada página.

Pianista, Carol sempre viu nas expressões musicais uma forma de potencializar sua criatividade para materializar de alguma forma seus sentimentos e lembranças. Ela se inspira em artistas como: Pink Floyd, Ariana Grande, Billie Eilish, a cantora Sia, a banda System of a Down e também uma performance de Dimash ganharam espaço no scrapbook.

#FalaBower

Depois de todos os desafios vividos em 2020, o distanciamento social e a aproximação virtual. O equilíbrio entre o mundo e os projetos foi fundamental para dar sentido e propósito aos acontecimentos. O propósito, a música e a arte foram essenciais para deixar a jornada mais incrível. Ela diz que uma frase que resume isso é de um dos seus mestre favoritos da música erudita Beethoven: “Tocar uma nota errada é insignificante. Tocar sem paixão é imperdoável “. “Nós precisamos amar/ estar apaixonados para produzir arte”

No final do ano de 2020, foi um momento de compartilhar boas festas, mesmo distantes. A música Santa Claus is coming to town, do Michael Bublé, interpretada pela Carol para todos Bowers também ficou registrada no scrapbook. Que momento!

Há registros do amigo oculto dos Bowers, trocas de conhecimento e da equipe que acompanhou a trajetória dela na Bowe. Tudo eternizado.

#FalaBower

Olhando para o livro de memórias, os aprendizados nesses 365 dias? Crescimento.

A palavra “crescimento” é a mais forte. Tanto pessoal quanto profissional. Para Carol, lidar com uma pandemia, novos desafios, aprendizados e metas ficou muito mais fácil com o time de planejamento e estratégia da Bowe e a preocupação da empresa em ter um ambiente preocupado com o time.  

Os registros no scrapbook continuam….

Próxima de comemorar um ano na Bowe, com registros que são a narrativa de uma história incrível na empresa, Carol compartilhou uma mensagem sobre a trajetória: “Ao final de um ano percebemos que o que importa são as pessoas que nos relacionamos, os aprendizados, juntamente com a arte que é tão utópica e faz tão parte de mim. Ela me faz transformar o passado presente e futuro, nas mais belas memórias que ficarão. Porque particularmente eu não quero ver esse caderno hoje, e sim no futuro.”

O melhor de tudo é saber que a história continua sendo escrita, todos os dias, com vários #Bowers que decidem olhar para um caderno e ver essa criação, para uma meta e ver caminhos, para problemas e encontrar soluções. É isso que nos torna únicos.

Sobre a história da Carol, ainda existem muitas páginas para serem escritas. Quer fazer parte? Confira nossa página de carreiras aqui.

 



Autor

Letícia Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *